sexta-feira, 29 de abril de 2011

A BIBLIA — O ALIMENTO ESPIRITUAL

A BIBLIA — O ALIMENTO ESPIRITUAL

Mateus 4: 1 — 4
Ezeguiel 3:1—3

Apocalipse 10: 9

INTRODUÇÃO: Assim como nossa vida física precisa de alimento para sustentá-la também espiritualmente, nossa vida cristã é sustentada por alimentos espirituais que se encontram na Bíblia Sagrada.

Somos seres físicos, mas somos também seres espirituais.
Ambos aspectos precisam de alimentos próprios.
A Palavra de Deus é a fonte de nossa alimentação espiritual.

1— DEUS PROVEU O ALIMENTO DA CRIAÇÃO

1- Deus proveu para cada classe de vida, os alimentos próprios = Gn 1: 29,30
2- Deus prometeu sementeira e sega para o sustento da criação = Gn 8: 22
3. A Bíblia fala de vários tipos de alimentos básicos como sejam pão, carne,
frutas, raízes, mel, leite, manteiga, vinho, etc — II Sm 16: 2; = II Sm 6: 19;
17.29; = Is 7: 15; = Rt 2: 14

II— DEUS PROVEU ALIMENTOS PARA SEUS SERVOS

1- Pão (maná) carne (codornizes) e água para Israel na sua peregrinação no deserto—Dt2: 7

a)Pão—Ex 16: 3-5,8
b) água Ex 15: 23 -27
c)carne—Ex 16: 12-13

2- Azeite e farinha não faltaram à viúva que sustentou a Elias =1 Rs 17: 9,11-16

3- Deus sustentou a Elias com pão e carne trazidos diariamente pelos corvos
1 Rs 17: 4 - 6

4- Deus fez aumentar o azeite da viúva pobre através de Elizeu = II Rs 4: 2-7

5- Deus visitou o seu povo em tempo de fome na terra nos dias de Rute e não
faltou pão ao povo—Rt 1: 1,6

6- Neemias dá testemunho da provisão divina nas necessidades materiais do povo de Israel Ne 9: 25

III — DEUS PROVEU O ALIMENTO ESPIRITUAL PARA SEU POVO

1- Assim como Deus dá a provisão material, também dá a provisão espiritual.

2- Assim como há diferentes tipos de vida, há diferentes tipos e classes de alimentos Dt 8: 3; Mt 4: 4

3- Para o homem natural o pão da terra; para o homem espiritual o pão do céu que é a Palavra de Deus Jo 6: 63

4- O alimento espiritual é superior ao natural que é transitório, limitado, perecível.

a) O alimento natural atende as necessidades orgânicas imediatas e não exerce qualquer influência de valor eterno.

b) O alimento espiritual tem valor eterno — Jo 6: 27

IV — TIPOS DESTACADOS DE ALIMENTOS NA BÍBLIA

O Alimento Universal — pão

a) Pão é o alimento universal, ou que representa todos os demais alimentos vitais para o ser humano — Mt6: 11

b) Jesus tipificou o pão como seu CORPO oferecido no calvário — Mt 26: 26; At20:7;= 1 Co 11: 23-24

c) Jesus disse de Si mesmo como O PÃO VIVO que desceu do céu J0 6:33,35 d) “NEM SÓ DE PÃO” viverá o homem” fala do pão material.

1- No deserto, ao ser tentado pelo Diabo, Jesus disse estas palavras para destacar que muito mais que pão material o homem precisa do pão celestial — Le 4: 2 -4

2- O pão material por ser transitório é insuficiente para saciar a fome espiritual.

2- O Alimento Desejável — Mel.

a) A Palavra de Deus é doce como o mel SI 19: 10; = 119: 103
b) A doçura do mel envolve sabor assim a Bíblia tem sabor agradável na vida
espiritual.

c) Israel saiu para uma terra onde “mana leite e mel”, isto é, quê tinha abundância e paz—Ez3: 8;=Dt8: 8

d) O Egito amargo pela doçura de Canaã; o mundo amargo pela doçura das moradas celestes Jo 14: 3

c) MEL simboliza prazer, doçura felicidade; alimento e saciamento II Sm 17: 29

3- O Alimento Básico Leite

a) Outro alimento básico para o organismo— Ct 4: 11

b) Leite é símbolo do alimento básico para fazer desenvolver a vida

c) A Palavra de Deus é leite oferecido sem dinheiro = Is 55: 1

d) É o primeiro alimento para o recém-nascido o novo convertido lCo3:2;=lPe2:2

e) O “leite racional” é próprio para aqueles que não tem condição para ingerir alimentos mais sólidos 1 J0 2: 14; = Is 40: 31

4. O Alimento Sólido

a) A mudança de alimentação acontece conforme o crescimento desenvolvimento espiritual para alimentos sólidos (mais pesados)

b) Um crente adulto deve se alimentar de alimentos para adultos, não de recém nascido— 1 Co 3:2

CONCLUSÃO: Devemos fazer como os três homens da Bíblia que comeram a Palavra de Deus, e devemos fazer isto diariamente, constantemente.


AMÉM

Nenhum comentário:

Postar um comentário